Terça-feira, 11.10.11

Oficina do Barro

Hoje fomos à Quinta Pedagógica participar na oficina do barro.

Depois de aprendermos algumas coisas sobre o barro...

Metemos mãos à obra
 

 

e o resultado foi fantástico:

 

 

 

Somos verdadeiros artesãos!

publicado por salinhadossonhos às 22:32 link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14.07.11

Passeio ao Bom Jesus

Hoje fomos visitar e lanchar no Bom Jesus.

Primeiro viajamos no ascensor alguns de nós estavam um pouco apreensivos, mas pouco a pouco fomos vencendo o medo. De seguida fomos conhecer o Bom Jesus: entramos numa gruta e pudemos observar os barcos no lago. Como já estavamos a ficar com fome lanchamos lá em contacto com a natureza, e também saboreamos um gelado. Antes de regressarmos pudemos observar os cavalos. Foi uma tarde bastante agradável.

tags:
publicado por salinhadossonhos às 13:04 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15.06.11

Anima com riso

Don't worry, be happy! :-D

 

 

A Anima Com Riso é uma associação, com sede em Braga, criada em 2009, que pretende explorar laços entre as pessoas, gerando proximidade, usando como instrumento o riso, através de actividades lúdicas, culturais e pedagógicas.

A sua principal missão é promover o gosto pelo optimismo, mantendo o foco no lado bom da vida. :-D

 


Não são bem produtos... São mais resultados. Aqui estão eles:
Risos, sorrisos, boa disposição, gargalhadas, ...

 

publicado por salinhadossonhos às 19:24 link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 09.06.11

Passeio Anual

Hoje é o dia do nosso passeio e vamos descobrir o...

Lugar dos Afectos - Aveiro
Era uma vez...
Andreia Fernandes Silva
  
Um parque dedicado às emoções, repleto de detalhes que exigem tempo. Um pretexto para fugir ao frenesim e à falta de diálogo do dia-a-dia.
  
A chegada a Eixo, uma freguesia a poucos quilómetros de Aveiro, faz-se por ruas sinuosas. Uma vez no Largo Nossa Senhora da Graça, entra-se num mundo repleto de emoções. É o Lugar dos Afectos, projecto de vida da médica e escritora Graça Gonçalves que, na casa dos avós teceu uma rede de partilha onde não faltam pretextos para que cada um “chegue ao coração de si próprio e dos outros.
  
Ainda do lado de fora consegue-se espreitar para o interior deste parque que é um lugar para todos, inspirado nas histórias e personagens criados para os livros e jogos publicados pela Editora Gostar.

Aberto o portão azul temos debaixo dos pés um caminho, a Alameda dos Sentimentos, também azul, mas que a nossa imaginação pode transformar, por momentos, no caminho que Dorothy percorre no filme O Feiticeiro de Oz.

Pode-se começar por espreitar a Casa Gostar, após passar a Ponte da Solidariedade. Depois é só partir à descoberta de um percurso que deve ser feito primeiro pelo lado esquerdo, o do coração.

Atente-se nos pormenores, nas palavras e nas letras que ajudam a desvendar o grande segredo do Lugar dos Afectos. Pelo caminho, procure-se a simbologia da lua, das estrelas e das flores.
  
A primeira casa a visitar é a cor-de-rosa, com o nome Prenda de Amor. É o local ideal para procurar o tempo de partilha, aquele que tanto escasseia na sociedade actual. Espaço de encontro e de reconciliação, com uma árvore cor-de-rosa no interior. Numa das salas, há frases inacabadas que exigem que cada um a complete e partilhe com os outros. E por detrás desta casa, esconde-se um Jardim de Aromas.

Segue-se a Casa Flor do Sentir, à esquerda, o lado do coração. No interior há rosas azuis que nascem de pedras. Esta casa mãe, grávida por dentro, trabalha os sentimentos e emoções. Num cantinho na parede, pode estar um contador de histórias. Nos jardins, nada está ao acaso.

E à porta da Casa do Sentir temos uma romãzeira, associada à fecundidade. Nas traseiras, há o jardim do Jogo de Afectos Gostarzinho, que até tem um vulcão. Será que pode explodir? No andar de baixo, de vez em quando ouve-se música ou há teatro de fantoches.
  
Uma quinta estação

Criadora de mundos e tecedeira de histórias, Graça Gonçalves inspirou-se na Natureza e nos sentimentos humanos e transformou-os em ingredientes para um mundo de afectos. Na casa Estações da Ternura começa-se pela fase das Estrelinhas no Regaço, seguem-se Bem me Quer, Flor da Idade e Amor Perfeito.

Ou então pode-se dizer que se começa na Primavera, vamos pelo Verão, Outono e Inverno até à Nova Primavera, um momento de renovação expresso na lua com pétalas perfumadas que se vê na parede exterior, desta casa. É a quinta estação. É aqui que se encontram em exposição outras criações de Graça Gonçalves: móveis, têxteis, joalharia e os vestidos de noiva. No Lugar dos Afectos para além de festas de aniversário, podem realizar-se casamentos.
  
Na verdade, aqui há também uma Casa do Romance que ao lado tem o recanto dos namorados. Ali só há uma porta para entrar, “tal como no amor”, explica Graça Gonçalves para quem para dele se sair “terá de ser pela janela”, com varandas em forma de pauta de música.

Seguindo o trajecto, espreita-se a Guarida da Esperança, um espaço ponteado de estrelas que tem no exterior janelas com vários nomes. Lá dentro pode encontrar-se o “acendedor de estrelas”, uma personagem que ajuda a recolocar a esperança. No exterior a relva tem a forma de coração, há um abrigo da amizade e até há uma caixa de beijinhos.

Todo o Lugar dos Afectos está plantado no Jardim das Emoções. E ali trabalham-se todas de acordo com as solicitações: seja das escolas, a pedido de famílias, pais ou associações. Qualquer um pode solicitar uma ajuda.

Graça Gonçalves salienta que este espaço já viu entrar todo o tipo de pessoas e de famílias. “Aqui não há preconceitos. Já vieram casais que estão muito bem, outros muito mal, grupos de jovens com problemas graves de comportamento, famílias alegres, turistas japoneses e pessoas muito sós”, explica. Por ali também alguns ficaram hospedados. E é “uma alegria ver que no final saem diferentes”, diz.
  
Sentimentos de verdade

Apesar do ambiente de fantasia, a mentora do Lugar dos Afectos sabe que ali se trabalham sensações muito concretas. Uma equipa de 20 pessoas assegura inúmeros momentos.

Há monitores que fazem visitas guiadas, contadores de histórias, formadores de actividades de escrita criativa, ioga, música, dança etc. Ao longo de todo o ano há novas actividades, adequadas à época e adaptadas às solicitações.

Trabalham-se as histórias editadas por Graça Gonçalves, recriam-se os jogos didácticos ou então procuram-se os Sabores da Ternura, no ateliê de culinária que tem uma cozinha com azulejos onde há saquinhos de chá, cada um com um sabor e receita.

São promovidos encontros com escritores, terapeutas, jornalistas ou médicos, para conversas informais. E até há um ateliê com a designação Quando o Amor não tem Rugas.
  
Em breve abrirá o Salão de Chá, Sabores da Harmonia, dentro da casa com o mesmo nome. A ideia é criar um espaço para a pausa, antes ou depois de uma visita. No interior há um pátio que tem no chão uma flor de lótus, símbolo do sol, da criação e do renascimento.

A visita, com uma duração aproximada de 1h30 começa com o acolhimento por uma personagem que faz a contextualização do espaço. O percurso é adaptado à faixa etária e à circunstância. Por todo o lado há pormenores a descobrir. A palavra Segredo tem sete letras, o número mágico que se repete na quantidade de casas deste lugar.
  

 

publicado por salinhadossonhos às 09:15 link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 03.06.11

Biodiversidade na cerca

No dia 2 de Junho fomos ao  Mosteiro de Tibães continuar a descobrir a Biodiversidade da Cerca.

 

Depois de vermos a nossa horta, partimos à descoberta:

Primeiro vimos os tritões e pudemos pegar neles;

Depois vimos uma vaca-loura e pudemos observa-la através de uma lupa;

De seguida fomos até ao lago observar os peixes e os alfaiates...

 

 e pelo caminho encontramos pinhas e um ninho.

 

Foi uma manhã fantástica cheia de descobertas.

publicado por salinhadossonhos às 14:05 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 01.06.11

Dia da Criança

Frases para Orkut

 

Foi um dia em cheio...

 

 

de manhã...    Big Jump

 

à tarde...                  Museu dos Biscaínhos 

 

 

 

publicado por salinhadossonhos às 02:17 link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26.05.11

Desfile Romano

 

 

No desfile Braga Romana

Gostamos de participar

Apesar de muito calor

Nós lá fomos desfilar;

 

Vestimos as nossas túnicas

Que bonitos que ficamos

E com coroas na cabeça

Em romanos nos tornamos.

 

Saudamos o Imperador

Com aplausos e gritos

E toda a gente dizia:

“Que meninos tão bonitos”

publicado por salinhadossonhos às 12:42 link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13.05.11

Museu D. Diogo de Sousa

 

Na quinta-feira dia 12 de Maio, fomos visitar o Museu D. Diogo de Sousa onde vimos alguns objectos dos romanos: anéis, bocados de pulseiras, ganchos do cabelo,  alfinetes, vasos partidos, peças de metal das lanças dos soldados, jogos de tabuleiro e uma caixa. Vimos duas casas grandes, onde viveram os romanos, uma delas era a casa de Tito.

Depois da visita fomos para outra sala fazer colares e fíbulas com pasta de papel. Decoramos com pedrinhas e conchas a nossa peça e pintamos. De seguida pusemos brilhantes e verniz para ficar mais bonita. No final embrulhamos as peças e trouxemos para a nossa sala.

 

Os nossos objectos de adorno, serão para usar no dia do desfile romano.

publicado por salinhadossonhos às 13:18 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12.04.11

Museu da Olaria

O Serviço Educativo e de Animação representa uma área importante do Museu no sentido em que permite e potencia a comunicação com o público e a dinamização de actividades no sentido de tornar o museu um espaço vivo.

O Serviço Educativo e de Animação do Museu de Olaria está em funcionamento desde 1997. Desenvolve um conjunto de actividades que visam trabalhar e dinamizar a ligação do Museu à comunidade local, com maior incidência na comunidade escolar, tentando, através do lúdico, transmitir informação de maneira a que os mais novos apreendam uma série de valores culturais relacionados com a área da olaria, de forma a manter viva e presente toda uma herança cultural.

Neste sentido, tem vindo a elaborar algumas estratégias para tornar o Museu um espaço vivo, tentando, ao mesmo tempo, que este seja um local privilegiado para o desenvolvimento de conhecimentos, atitudes e capacidades, valorizando essencialmente a sensibilização para a defesa e promoção de um património como meio de dignificação social e cultural de uma comunidade, passando pela valorização estética, artística e sensitiva.

Considerando a importância da tradição olárica no concelho de Barcelos e, atendendo à necessidade de, cada vez mais, inserir a educação dos jovens no seu contexto social e cultural, parece-nos pertinente a abordagem do Museu como um espaço de aprendizagem, lazer e preservação cultural.

http://www.museuolaria.org/pagina,1,76.aspx

tags:
publicado por salinhadossonhos às 09:35 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 05.04.11

«ALICE NO MOSTEIRO DAS MARAVILHAS DE TIBÃES...»

 

«ALICE NO MOSTEIRO DAS MARAVILHAS DE TIBÃES...»
Espectáculo de marionetas.
Mosteiro de S. Martinho de Tibães – Braga
 


O Serviço de Educação e Comunicação do Mosteiro de São Martinho de Tibães apresentou o espectáculo: «Alice no Mosteiro das Maravilhas de Tibães!».

A actividade consistiu na representação de um teatro de marionetas, seguido de uma visita à Cerca do Mosteiro.

Mostrar a riqueza da fauna e flora existentes na cerca conventual do mosteiro, abordando ainda assuntos relacionados com a cultura do linho – planta que outrora foi muito importante na região –, são alguns dos principais objectivos.

Tudo começa quando Alice – depois de espreitar por um monóculo mágico oferecido pela irmã –, recua até 1775. Durante esta aventura, Alice entra no maravilhoso mundo da fantasia e consegue travar diálogo com os animais que encontra: a rã preguiçosa; o pardal brincalhão; a bonita salamandra; o cogumelo dorminhoco; o pica-pau gago; o coelho apressado; o esquilo resmungão e o buxo falador!
Com algumas partidas pelo meio, todos lhe dão pistas para encontrar o campo do linho, a chave de regresso ao tempo presente.

Agora é a tua vez! Mesmo sem um monóculo mágico, vem conhecer os amiguinhos da Alice e ver como vivem na Cerca do Mosteiro

texto retirado de:

http://www.mosteirodetibaes.blogspot.com/

publicado por salinhadossonhos às 18:36 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. comentários

mais comentados

tags

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro