Quinta-feira, 29.03.12

Confeção de pão

Hoje fomos à quinta pedagógica aprender a fazer pão.

        Primeiro ouvimos uma explicação sobre os tipos de pão e os diferentes cereais: centeio, milho, trigo, cevada e aveia.

Colocamos os aventais, os manguitos e as toucas e lavamos as mãos bem lavadas. De seguida encostámo-nos à mesa onde iríamos trabalhar  aos pares e ouvimos a explicação da Dona Helena sobre a confeção do pão de milho. Usamos farinha de milho, centeio e trigo, sal, fermento padeiro e água quente.

 Depois a Dona Helena deitou um pouco de água nos copos e destapou as bacias onde estava a farinha de milho, o sal e o fermento padeiro. Enquanto um menino deitava a água na bacia, o outro ía misturando e amassando tudo com as mãos. A seguir juntamos a farinha de centeio mais um pouco de água e por fim a farinha de trigo. Amassamos muito bem e fizemos uma bola.

Colocamos as nossas bacias no meio da mesa e a Dona Helena tapou-as com uma toalha para levedar durante 30 minutos. Depois moldou  bolinhas e meteu-as num tabuleiro no forno. Fomos dar um passeio pela quinta e quando chegamos o pão de milho estava pronto. Levámos o nosso pão de milho para casa e partilhamos com a família.

publicado por salinhadossonhos às 13:19 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28.03.12

Não há nada como (no) antigamente…

Não há nada como (no) antigamente…

Escrito por em 15-03-2012 / Comentários: 1 / Categoria: Educação

As birras insistem em fazer parte do dia-a-dia das crianças e de quem as educa. O que estará acontecer nas famílias onde parece que quem manda são os filhos? Assumem hoje os pais um modelo de referência na vida das crianças? De que forma os filhos se deixam influenciar pelas atitudes dos pais? Children see, Children do!

Poderia começar este texto dizendo “Em conversa com …”. Porém receei que pensassem que estavam a ler o texto da semana anterior. A verdade é que a conversar é que “a gente” se entende e percebi ao longo dos tempos que é a “minha gente” que me inspira. É nos outros que vamos buscar os maiores ensinamentos.

Este texto foi inspirado numa conversa com a minha avó, que me dizia (a resmungar, como sempre) que o “catraio” do meu primo mais novo não a respeita e dos sete netos que ela criou ao mesmo tempo (éramos muitos e terríveis) nenhum deles “abusava da língua” como ele abusa. A verdade é que lhe respondi “arrebitadamente” (já que de feitio saio a ela) porque é que não lhe dava uma “palmada” como fazia muitas vezes connosco (e muito bem). Calei a avozinha com uma pinta e ganhei um amuo desde dessa hora.

educacao-criancas

 

Fiquei a pensar porque carga de água até os avôs receiam “dar uma palmada na hora certa”.

Não pensem com isto que acho que bater nas criancinhas é a melhor solução. Contudo, acho que passamos do 8 ao 80 e entramos em tamanha permissividade que quem manda em casa são os filhos e não os pais.

Não tenho grandes respostas para dar no que diz respeito à melhor forma de educar as crianças. Porém, não tenho qualquer dúvida que dizer NÃO é essencial e que amar os filhos não significa deixá-los fazer tudo o que querem.

Educar de forma coerente é fundamental. É necessário existir um equilíbrio entre a atenção dada e as regras estabelecidas. E reforço que atenção não é sinónimo de brinquedos. Atenção é dedicar tempo a ouvir o que eles fizeram na escola, é enche-los de abraços (mesmo quando eles dizem que é uma seca), é não privar de dizer “gosto de ti”, é reforçar as características positivas dizendo “- Parabéns, tu deste o teu melhor!” e não “- Não serves para nada, nem foste convocado para o jogo de futebol esta semana”. Não se esqueçam pais, de não projectar os vossos sonhos nos filhos – Não é porque não consegui ser bailarina ou jogador da bola, que vou querer que o meu filho seja a todo o custo -.

É fundamental assumir uma NÃO do inicio ao fim, mesmo que isso custe uma vergonha num supermercado. As regras são fundamentais para viver em sociedade. Assumam-se como “Autoridade” e “Referência” sem recorrer ao “Jesus que manda trovoada para castigar” ou ao“- Policia que vem para te prender se continuas a gritar no meio do Shopping”. Acima de qualquer outra coisa, sejam modelos. Tudo aquilo que os pais são, os filhos sonham um dia ser.

 

mae-repreender-filhofilhos-batem-pais

 

Convido-vos assim a ver um vídeo que nos faz reflectir sobre a importância dos pais na vida das crianças…

http://daquepensar.com/2012/03/nao-ha-nada-como-no-antigamente/

publicado por salinhadossonhos às 22:39 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27.03.12

Hoje é Dia Mundial do Teatro!

Hoje é Dia Mundial do Teatro!

Sabias que o Teatro foi uma manifestação cultural criada pela Civilização da Antiga Grécia?

O Teatro nasceu em Atenas, associado ao culto de Dionísio, deus do vinho e das festividades.
...
As representações teatrais tinham lugar em recintos ao ar livre, construídos para o efeito. Os teatros gregos tinham tão boas condições que os espetadores podiam ouvir e ver, à distância, tudo o que se passava na cena, mesmo tratando-se de uma assistência muito numerosa. Isso devia-se, por um lado, ao facto de as bancadas se abrirem em leque sobre a encosta de uma colina e, por outro lado, a diversos artifícios utilizados em cena.

Os atores usavam trajes de cores vivas e sapatos muito altos para ficarem com uma estatura imponente. Cobriam o rosto com máscaras que serviam quer para ampliar o som da voz, quer para tornar mais visível à distância, a expressão do personagem.

Um aspeto curioso é que, em cada peça, só existiam três atores, todos do sexo masculino. Cada um deles tinha que desempenhar vários papéis, incluindo os das
personagens femininas. A representação dos atores, que atuavam na cena, era acompanhada pelos comentários do coro, que se movimentava na orquestra, juntamente com os músicos.

Havia dois géneros de representações: a tragédia e comédia.

As tragédias eram peças ou representações que pretendiam levar os espetadores a refletirem nos valores e no sentido da existência humana.

As comédias eram, por sua vez, peças de crítica social que retratavam figuras e acontecimentos da sociedade da época, ridicularizando defeitos e limitações da atuação dos homens, provocando o riso na assistência.

Na imagem: O teatro de Epidauro, construído no século IV a. C. (c. 350 a. C.). O teatro faz parte da estação arqueológica de Epidauro, um local classificado Património Mundial pela UNESCO.

publicado por salinhadossonhos às 22:18 link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26.03.12

Explorar a arte com Mondrian

 http://www.facebook.com/Informatte

 

 

Quem foi 

Pieter Cornelis Mondriaan foi um importante pintor modernista holandês. Nasceu na cidade holandesa de Amersfoort em 7 de março de 1872 e faleceu em Nova Iorque, no dia 1 de fevereiro de 1944. Mondrian é o fundador da corrente artística conhecida como neoplasticismo.

Biografia (principais momentos da vida do artista):

- Desde jovem interessou-se por pintura, porém enfrentou a rejeição da família que era muito religiosa e encarava a arte como uma atividade pecaminosa.

- Lecionou arte por um período, porém insatisfeito com a profissão, resolveu dedicar-se à pintura.

- Entrou em contato, ainda jovem ( a partir de 1908), com a Teosofia que influenciou muito sua visão de mundo e formação pessoal e artística.

- No início de sua carreira foi muito influenciado pelo impressionismo e naturalismo. Nesta fase, destacam-se as pinturas Árvores ao andar e O Moinho Vermelho.

Em 1913, foi conhecer a exposição de arte cubista na cidade de Amsterdã. Esta visita impressionou muito Mondrian e teve grande influência na formação de seu estilo artístico.

- Em 1917, junto com outros artistas, fundou a revista De Stijl.

- Em 1930, entrou para o grupo "Cercle et carré" e no ano seguinte para o grupo "Abstração-Criação".

- Em 1938, esteve em Londres e, em 1940, foi para Nova Iorque, cidade em que ficou muito impressionado com o Jazz.

Principais características do estilo artístico de Mondrian:

- Sua obra foi influenciada pelo pensamento teosófico.

- Foi influenciado também pelo naturalismo e impressionismo.

- Destacou-se com obras abstratas geométricas, principalmente trabalhando com formatos retangulares.

- Utilizou, em suas obras, principalmente cores primárias (vermelho, azul, branco, preto, amarelo). Mondrian considerava estas como as cores elementares do Universo

 Composição com vermelho, amarelo e azul, ano de 1921, óleo sobre tela, coleção Haags Gemeentemuseum, Haia. © DACS, 1993.


Principais obras de Mondrian

- Árvores a luz da Lua - 1908
- A àrvore vermelha - 1908
- Paisagem - 1909
- A Igreja de Domburg - 1910
- O Moinho Vermelho - 1910
- Evolução - 1911
- Macieira em flor - 1912
- Composição (árvore) - 1913
- Composição com cores B - 1917
- Tabuleiro com cores claras - 1919
Composição com vermelho, amarelo e azul, ano de 1921
- Composição com amarelo - 1930
- Broadway Boogie-Woogie - 1942

 

http://www.suapesquisa.com/biografias/piet_mondrian.htm

 

As nossas obras:

publicado por salinhadossonhos às 06:03 link do post | comentar | favorito
Domingo, 25.03.12

Parabens Inês

A Inês faz anos

É um dia diferente

Os amigos fizeram um desenho

Para ela ficar contente!

No Place for Kids
a festa é a valer
está tudo preparado
para o bolo comer…

Trouxeste um lindo bolo
que darás a toda a gente
é o teu aniversário
por isso… estás contente!

Hoje fazes 6 anos
as velas vais apagar
e os teus amiguinhos
parabéns te irão cantar!

 

Adaptado de um poema do livro:

No Jardim de Infância

publicado por salinhadossonhos às 02:35 link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23.03.12

Semana Fantástica

Esta semana foi recheada de comemorações:

 

segunda feira dia do pai, com uma surpresa na nossa sala:

 

terça feira despedida da Juliane e chegada da Primavera:

 

quarta feira dia da árvore

 

quinta feira dia da água

 

sexta feira visita ao Mosteiro de Tibães onde observamos a natureza: confirmamos a chegada da Primavera, entramos numa mina e plantámos uma árvore.

 

 

 Foi mesmo uma semana fantástica!

 

 

publicado por salinhadossonhos às 23:19 link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22.03.12

Dia Mundial da água

 

 

 

 

 

 

publicado por salinhadossonhos às 22:03 link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21.03.12

Dia da árvore

 
A Árvore Generosa

"Publicado pela primeira vez em 1964, com o título original The Giving Tree, este álbum narrativo vocacionado para as primeiras idades proporciona múltiplos níveis de leitura, constituindo um excelente exemplo de como, com muito pouco, se diz e se sugere muito. Evidenciando uma invulgar eficácia de relato, resultante do aspeto visual – com sóbrias ilustrações, a ocuparem páginas... duplas e compostas a traço negro sobre papel creme –, e da sugestiva componente linguística, e muito especialmente do jogo de sentidos que entre as duas vertentes se opera, esta obra guarda a história de um amor incondicional entre uma árvore antropomorfizada e um menino dedicado e sonhador, transformado pelo tempo (e talvez pela cidade/sociedade?) num adulto egoísta, distante e que apenas regressa para junto da sua amiga por razões materiais. O impacto emotivo deste livro é indiscutível e a singularidade da sua composição, harmoniosa e simbólica, garante o seu sucesso junto de leitores pequenos ou grandes. "

- texto de Casa da leitura .
 
publicado por salinhadossonhos às 22:21 link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19.03.12

Pê de Pai

 


O livo é Pê de Pai, de Isabel Minhós Martins e ilustrações de Bernardo Carvalho.  Em Portugal foi editado pela editora Planeta Tangerina, que vocês podem conferir no site http://www.planetatangerina.com/ ou no blog http://www.planeta-tangerina.blogspot.com/

 

 

 

Pê de Pai foi premiado e ganhou menção honrosa em prêmios internacionais referentes a ilustração e design. O livro Pê de Pai apresenta imagens cúmplices de pai e filho/filha... mas dispensa palavras outras que as que definem o jogo entre eles. Por isso, não digo mais nada, conto em imagens:

 

 


 

pê de pai

São 24 páginas de pai tudo o que for. E certamente poderíamos imaginar outras tantas...  "Pai sacola", "pai vento", "pai estante"... quantos mais? Quantas outras histórias de pais e filho(a)s dariam outras tantas páginas!!! Talvez umas nem tão alegres, mais aflitas... Que tal saber dessas histórias de pais-tudo?Aliás, cada página do próprio livro também poderia ser o ponto de partida para muitas histórias: "pai avião"..."pai chocolate", "pai ambulância"... o que mesmo levou a essas cenas e o que aconteceu em seguida? Podem virar histórias coletivas interessantes.

 

Isabel Minhós Martins · Bernardo Carvalho

Um pai é mesmo uma pessoa muito especial.

Capaz de se dobrar, desdobrar, encolher e esticar… um pai transforma-se, num passe de mágica, nos objetos mais incríveis.

Ou será que nunca repararam nos pais transformados que andam por aí?

Pais-cabides, pais-ambulâncias, pais-aviões, pais-sofás, pais-escadotes, pais-travões…

Basta abrir os olhos e observar.

Um livro que olha de perto a relação de cumplicidade entre pai e filho.

E que convida filhos e pais a descobrirem-se juntos ao virar de cada página.

 

http://www.planetatangerina.com/pt/livros/pe-de-pai

 

http://www.youtube.com/watch?v=9ZXjSK8efWk&feature=more_related


 

publicado por salinhadossonhos às 02:53 link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13.03.12

PARABENS LEONOR

 

A Leonor faz anos

É um dia diferente

Os amigos fizeram um desenho

Para ela ficar contente!

Aqui na sala
a festa é a valer
está tudo preparado
para o bolo comer…

Trouxeste um lindo bolo
que darás a toda a gente
é o teu aniversário
por isso… estás contente!

Hoje fazes 6 anos
as velas vais apagar
e os teus amiguinhos
parabéns te irão cantar!

 

Adaptado de um poema do livro:

No Jardim de Infância

publicado por salinhadossonhos às 03:34 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
24
30
31

últ. comentários

mais comentados

tags

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro